REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL UERGS

Por que educar para a diversidade de gênero e de sexualidade? Orientação para a formação de profissionais da Educação Básica

Mostrar registro simples

dc.contributor.advisor Accorsi, Ana Maria Bueno
dc.contributor.author Magnus, Daniella Vieira
dc.date.accessioned 2021-03-09T17:30:06Z
dc.date.available 2021-03-09T17:30:06Z
dc.date.issued 2020
dc.date.submitted 2020
dc.identifier.isbn 978-65-86105-12-4
dc.description.abstract A discussão sobre a inclusão das temáticas gênero e sexualidade é uma matéria que tem aparecido com destaque nos últimos anos, tanto em nível educacional, quanto político. Debates públicos sobre a necessidade de se integrar esta temática na formação de profissionais em educação nos diferentes ambientes de ensino tendem a ser calorosos e, muitas vezes, erroneamente politizados e partidarizados. É necessário levar o debate adiante, propondo soluções para os problemas causados pela falta de conhecimento, preconceito e carência de oportunidades para se debater gênero e sexualidade de modo aberto e transparente. Esta produção é destinada a subsidiar a formação de profissionais em educação nas temáticas de diversidade de gênero e diversidade sexual. Diante de tais dados, este material formativo contempla informações úteis a professores(as), coordenadores(as) pedagógicos(as), orientadores(as) pedagógicos(as), supervisores(as) pedagógicos(as), bibliotecários(as) e acadêmicos(as) de escolas e de cursos de formação de professores(as). É proveniente da dissertação apresentada ao Curso de Mestrado Profissional em Educação da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) intitulada Gênero e sexualidade - dos conteúdos aos discursos: um olhar sobre os planejamentos dos estágios curriculares supervisionados dos cursos de Pedagogia - Licenciatura da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs), a qual analisou os planejamentos para as aulas e trabalhos didáticos dos(as) acadêmicos(as) nos três níveis de estágio (Educação Infantil, Anos Iniciais e Educação de Jovens e Adultos - EJA) dos cursos de Pedagogia (Licenciatura) das seis Unidades Universitárias da Uergs: Alegrete, Bagé, Osório, Porto Alegre, São Francisco de Paula e São Luiz Gonzaga. O material pesquisado se relacionou aos anos de 2017 e 2018. O objetivo central da pesquisa foi verificar se as temáticas gênero e sexualidade apareciam de maneira explícita nos planejamentos ou se estavam implícitas ou silenciadas. Os dados disponibilizados mostram que dos 247 planejamentos de estágio analisados (100% dos documentos), apenas 24 (9,8% dos documentos) foram selecionados para a pesquisa (em sua maioria com discursos silenciados nas temáticas gênero e sexualidade). Ressalta-se, portanto, que 223 planejamentos ficaram de fora da seleção (90,2%), pois não apresentaram enunciados (explícitos, implícitos e silenciados) com discursos das temáticas de gênero e de sexualidade. Além das informações elementares que constituem as temáticas gênero e sexualidade, a análise dos planejamentos trouxe outros assuntos que merecem destaque e que, portanto, são igualmente discutidos nesta publicação: o Brinquedo e o Brincar; o Bullying, a Diversidade, a Família; a Mulher na Mídia, o Sexo e a Sexualidade, e a Violência Doméstica. A partir desses dados, teve-se a certeza da necessidade de apresentar material que pudesse subsidiar todos os(as) profissionais que atuam nas escolas, desde sua formação acadêmica.
dc.language.iso 210222s2020####bl#a###fr###########por#d
dc.publisher Uergs
dc.subject Educação em gênero e sexualidade
dc.subject Movimento feminista - Histórico
dc.subject Lei Maria da Penha
dc.subject Formação de acervos em gênero e sexualidade
dc.subject Produção intelectual - Uergs
dc.title Por que educar para a diversidade de gênero e de sexualidade? Orientação para a formação de profissionais da Educação Básica
dc.type Livros
local.description.areasdoconhecimento 37:613.88


Arquivos deste item

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples