REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL UERGS

Húmus líquido na produção de grãos orgânicos

Mostrar registro simples

dc.contributor.advisor Osório Filho, Benjamin Dias
dc.contributor.author Machado, Pâmela da Silveira
dc.date.accessioned 2021-08-10T16:01:10Z
dc.date.available
dc.date.issued 2021
dc.date.submitted 2021
dc.identifier.uri https://repositorio.uergs.edu.br/xmlui/handle/123456789/1692
dc.description.abstract O solo, na produção orgânica de alimentos, é visto como o meio fundamental de manutenção da vida, por isso, é necessário adotar manejos que visem a sua conservação. O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho de cultivares de soja (Glycine max), feijão (Phaseolus vulgaris L.) e milho (Zea mays), sob manejo orgânico. O preparo do húmus líquido obteve-se a partir da mistura de húmus sólido com água, em concentração de 10%, e a partir deste foi realizado diluições. O estudo foi realizado em propriedade particular em Caçapava do Sul, RS, e foi conduzido em duas safras 2019/2020 e 2020/2021. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições, sendo os tratamentos, diferentes concentrações de húmus líquido: 0, 10, 50 e 100%. O tratamento 0% consistiu na testemunha com água destilada. Foi realizada uma adubação prévia de cama de aviário, conforme a análise de solo, de 5 ton/ha onde foi semeado milho e 2 ton/ha nas áreas de soja e feijão. A semeadura das três espécies foi realizada em parcelas medindo 3m x 2,70 m, semeado em linhas espaçadas 0,45m entre si e nas seguintes populações: Milho 50.000 plantas/ha, feijão 250.000 plantas/ha e soja 200.000 plantas/ha. Aos 71 dias após a semeadura foram realizadas algumas análises para coleta de resultados. Foram analisadas as seguintes características: No milho: altura de planta, circunferência do colmo, número de folhas e clorofila. No feijão: altura de planta, número de vagens e clorofila. Na soja: altura de planta, número de folhas e clorofila. Após a coleta dos dados, estes foram tabulados e submetidos à análise de variância a probabilidade de 5%, de erro, seguida de regressões quando significativo. Utilizou- se o pacote estatístico Sisvar. Os resultados obtidos demonstraram que não houve diferenças significativas em altura de planta, número de folhas e vagens e circunferência de colmo, porém existiram resultados positivos na clorofila da soja, em todos os tratamentos quando comparado com a testemunha. Contudo salienta-se a importância deste estudo seguir nas próximas safras agrícolas, pois o uso do húmus líquido apresenta resultado gradativo, demonstrando diferenças significativas ao longo do tempo, conforme comprovado na literatura.
dc.language.iso 210326#2021####bl#####fr###########por#d
dc.subject Produção intelectual - Uergs
dc.subject Agronomia
dc.subject Agricultura orgânica
dc.subject Grãos - Produção
dc.subject Adubação orgânica
dc.title Húmus líquido na produção de grãos orgânicos
dc.type Arquivo digital
local.contributor.advisor-co Knies, Alberto Eduardo
local.description.areasdoconhecimento M631.95


Arquivos deste item

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples