REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL UERGS

Isolamento de bactérias biotransformadoras de glicerina oriunda da indústria de biodiesel

Mostrar registro simples

dc.contributor.advisor Kern, Ana Lúcia Bastos
dc.contributor.author Aleixo, Luiza
dc.date.accessioned 2021-08-09T19:30:48Z
dc.date.available
dc.date.issued 2019
dc.date.submitted 2019
dc.identifier.uri https://repositorio.uergs.edu.br/xmlui/handle/123456789/1656
dc.description.abstract O gradual crescimento da população, junto com a cultura de não reaproveitamento dos resíduos descartados e o desenvolvimento de práticas não sustentáveis tem gerado impactos ambientais, principalmente pelo descarte incorreto destes resíduos no ambiente e a utilização de energias não renováveis. Tendo em vista o meio ambiente e o esgotamento dessas fontes de energia, se buscam fontes alternativas, dentre elas os biocombustíveis. O biodiesel está entre as mais importantes alternativas energéticas consideradas para substituir combustíveis derivados do petróleo. Entretanto, durante o processo ocorre a formação de glicerina, um subproduto tóxico e contaminante, com uma produção média de 10% do total, elevando o custo da produção do biodiesel para o tratamento da glicerina. Para possibilitar um processo sustentável do biodiesel, se utiliza bactérias biotransformadoras presentes na própria glicerina para transformarem esse subproduto em produtos de melhor valor de mercado e não tóxicos, como o etanol e o 1,3-propanodiol. O presente trabalho teve como objetivo geral o isolamento de bactérias capazes de utilizar glicerina como fonte de carbono. Como objetivos específicos se teve a realização de análises macroscópicas e microscópicas dos isolados e a identificação dos isolados pela amplificação do rRNA 16S. Para a metodologia foram feitos meios líquidos e sólidos com concentrações de 5% e 2% de glicerina. As condições para o crescimento foram com temperatura de 37ºC por 7 dias. Após o plaqueamento em meios sólidos concentrados e também em diluição seriada, foram realizadas análises macroscópicas das bactérias isoladas e depois análises microscópicas como o teste Gram. Posteriormente foi realizada a extração de DNA e à amplificação por PCR. Com os resultados obtidos sugere-se o isolamento de um tipo de bactéria classificada como gram positiva, bacilos. Ambas as concentrações de meio possibilitaram ótimo crescimento, e foi possível extrair o DNA, porém não foi possível à amplificação.
dc.language.iso 200707#2019####bl##################por##
dc.subject Bactérias biotransformadoras
dc.subject Biodiesel - Indústria
dc.subject Produção intelectual - Uergs
dc.subject Bactérias - Isolamento
dc.subject Produção intelectual - Uergs
dc.title Isolamento de bactérias biotransformadoras de glicerina oriunda da indústria de biodiesel
dc.type Arquivo digital
local.degree.date Unidade em Porto Alegre
local.degree.grantor Universidade Estadual do Rio Grande do Sul
local.description.areasdoconhecimento M662.756


Arquivos deste item

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples